sábado, setembro 27, 2008

...

caminhante... de MS
As imagens transbordam
As imagens transbordam fugitivas
E estamos nus em frente às coisas vivas.
Que presença jamais pode cumprir
O impulso que há em nós, interminável,
De tudo ser e em cada flor florir?
Sophia de Mello Breyner Andresen

4 Comments:

Blogger pinguim said...

Gosto da foto, objectivamente, mas parece-me demasiado escura para ilustrar a claridade da poesia da Sophia; ´r apenas uma opinião, claro...
Beijinhos.

27 setembro, 2008 10:44  
Blogger Marta said...

Um dos meus poemas preferidos, das minhas autoras preferidas! Tão puro...

Beijinho

27 setembro, 2008 11:32  
Blogger carpe diem said...

pinguim...

Talvez tenhas razão mas apeteceu-me mesmo colocá-la :)... Talvez não devesse era ter colocado este poema, mas apeteceu-me... :)

beijinhos...

29 setembro, 2008 10:38  
Blogger carpe diem said...

marta...

Pureza... A palavra que reina em mim ultimamente!!! :)...

beijinhos...

29 setembro, 2008 10:38  

Enviar um comentário

<< Home