domingo, julho 29, 2007

Muros...

The Wall de Gonçalo Pereira

Aos muros que nos impomos e aos que nos tentam impor...

"...Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
- Sei que não vou por aí!"

José Régio

4 Comments:

Blogger Xana said...

... E os muros a que nós mesmos nos impomos?

gosto bastante deste Poema de José Régio - (identifico-me)

Queres vir até cá hoje,jantamos em minha casa?

beijo meu

29 julho, 2007 17:06  
Blogger carpe diem said...

Este comentário foi removido pelo autor.

29 julho, 2007 17:38  
Blogger butterfly said...

Um dia ouvi carmen dolores a recitar este poema de José Régio.
Foi um dos momentos mais belos de poesia que vivi.
Obrigada por esta minha mem´ria ter aparecido.

31 julho, 2007 03:59  
Blogger Teresa Duraes said...

Este comentário foi removido pelo autor.

14 agosto, 2007 03:34  

Enviar um comentário

<< Home